A Coordenação Civil-Militar nas Operações de Paz e o Brasil: algumas considerações

Sérgio Luiz Cruz Aguilar

Resumo


O texto parte das relações civis-militares de maneira mais ampla para apresentar algumas considerações sobre o tema nas operações de paz. No final, apresenta considerações sobre algumas características dos militares brasileiros e do emprego das forças armadas no país que contribuem para as relações civis-militares nas missões de paz.


Palavras-chave


Operações de Paz; CIMIC; Brasil, ONU

Texto completo:

PDF

Referências


Aguilar, S. L. C. 2003. A Guerra da Iugoslávia: uma década de crises nos Bálcãs. São Paulo: Usina do Livro.

______. 2012. Uma cultura brasileira de missões de paz. In: Brigagão, C., Fernandes, F. (Org.). Diplomacia Brasileira para a Paz. Brasília: FUNAG.

______. 2014a. Reforma do Setor de Segurança: visão geral e proposta de planejamento. In: Aguilar, S. L. C. (Ed.). Reforma do Setor de Segurança: teoria, prática e crítica. São Paulo, Porto de Idéias.

______. 2014b. Gerenciamento de Crises: o terremoto no Haiti. São Paulo: Porto de Idéias.

Allison, G. T. 1971. Essence of Decision: explaning the Cuban Missile Crisis. Boston: Little Brown.

Brabat. 2010. Entidades Cadastradas – BRABATT 1/12. Porto Príncipe, 20 Dez. 2010, mimeo.

Cremona, M. 2003. State Aid Control: Substance and Procedure in the Europe Agreements and the Stabilisation and Association Agreements. European Law Journal, 9 (3), 265-287.

EU. 1999. Council Regulation (EC, Euratom) n. 99/2000 of 29 December 1999 concerning the provision of assistance to the partner states in Eastern Europe and Central Asia. Tacis programme (2000-2006). Disponível em: . Acesso em: 22 dez. 2016.

______. 1989. Council Regulation (EEC) n. 3906/89 of 18 December 1989 on economic aid to the Republic of Hungary and the Polish People’s Republic. Disponível em: . Acesso em: 22 Dez. 2016.

Feaver, P. 1998. Crisis as Shirking: An Agency Theory Explanation of the Souring of American Civil-Military Relations. Armed Forces and Society, 24 (3), 407-434.

Hänggi, H. 2004. Conceptualising Security Sector Reform and Reconstruction. In: Hänggi, H. (Ed). Reform and Reconstruction of the Security Sector. Münster: LIT Verlag.

López, E. (Ed.). 2007. Control civil sobre los militares y política de defensa en Argentina, Brasil, Chile y Uruguay. Editorial Altamira: Argentina.

______. 1995. Defensa No Provocativa y Relaciones Cívico-Militares: Reflexiones sobre el Caso Argentino. In: Cáceres, G., Scheetz, T. E. (Ed.). Defensa no Provocativa. Una Propuesta de Reforma Militar para Argentina. Buenos Aires: Editorial Buenos Aires.

Nato. 1994. Partnership for Peace: Framework Document. Meeting of the North Atlantic Council. Disponível em: . Acesso em: 22 Dez. 2016.

Saín, M. F. 2000. Democracia e Forças Armadas – entre a subordinação militar e os ‘defeitos’ civis. In: D’Araujo, M. C., Castro, C. (Ed.). Democracia e Forças Armadas no Cone Sul. Rio de Janeiro: Ed Fundação Getulio Vargas.

Argentina, no Brasil, no Chile e no Uruguai. São Paulo: Editora UNESP.

Sedra, M. 2014. Reforma do Setor de Segurança nos Países Afetados por Conflitos: a necessidade de uma abordagem da Segunda Geração. In: Aguilar, S. L. C. (Ed.). Reforma do Setor de Segurança: teoria, prática e crítica. São Paulo: Porto de Idéias.

Snyder, G. H., Diesing, P. 1977. Conflict Among Nations: bargaining, decision-making and System Structure in International Crisis. Princeton: Princeton University Press.

Stepan, A. 1988. Repensando a los militares en política. Cono Sur: un análisis comparado. Buenos Aires: Planeta.

Terpstra, R. 1996. The OSCE Code of Conduct: Setting new standards in the politico-military field? Helsinki Monitor, 7 (1), 27-41.

UN. 2000. A/55/305–S/2000/809. Comprehensive Review of the Whole Question of Peacekeeping Operations. New York, 21 Aug. Disponível em: . Acesso em: 21 jan. 2013.

______. 2008. Civil‑Military Guidelines & Reference for Complex Emergencies. New York: Office for the Coordination of Humanitarian Affairs.

______. DPKO. 2016. Peacekeeping Fact Sheet. New York, 31 December 2016. Disponível em: . Acesso em: 05 fev. 2017.

______. DPKO/DFS. 2010. Civil‑Military Coordination in UN Integrated Peacekeeping Missions (UN‑CIMIC). New York: Office of Military Affairs, Policy and Doctrine.A persistente primazia política da corporação militar




DOI: http://dx.doi.org/10.26792/rbed.v3n2.2016.72068

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES